quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Pequenas desventuras #03

Sim, sua coluna favorita no meu site voltou. Até porque é a única, mesmo não sendo exatamente uma coluna. E sim, eu matei a de analise crítica de correntes. Pau no teu cu.

Eu sequer lembro o dia em que isso aconteceu, mas vamos lá.
Meu pai mora bem próximo da irmã dele, olha:
Papai mora no ponto A e titia no ponto B.
Tenho um primo da mesma idade que eu, crescemos bem próximos, é meio que um irmão.
Muitas vezes eu durmo na tia, pois meu pai sai, ai eu armo alguma coisa com meu primo, ou a gente fica jogando com meu priminho... Enfim, um belo dia fui dormir na minha tia e tive de sair com meu pai no outro dia e larguei minha mochila lá.
Passou o dia, a noite estava todo mundo no meu pai fazendo cachorro quente e eis que eu lembrei da minha mochila... Beleza, eu e meu primo fomos buscar a mochila no apartamento dele, chegamos lá, tentamos abrir a porta do bloco e OPS, trancada.

- Trancada, cadê a chave?
- No carro da minha mãe.
- Mas é um filhote de toupeira mesmo...

Rumamos pro condomínio do meu pai, pegamos a chave, voltamos pro condomínio dele, chegamos na porta do bloco, tentei abrir, não abriu, forcei um pouco, abriu. Não precisaríamos pegar a chave, né? ERRADO. Como iriamos abrir a porta do apartamento, sua mula de asa?
Beleza, pegamos a mochila, ele fuçou numas coisas, a hora que saímos do apartamento, trancamos a porta... Começou a chover. Descaralhadamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário